• Andréa Batista

Liderança e o Poder das Escolhas

Atualizado: Abr 14


Imagem: Entrevista Rádio Globo Salvador - Programa Café das 6


Liderar, em alguns casos, pressupõe que “você quem manda” e o processo de tomada de decisão inclui responsabilidade sobre resultados e gestão de mudanças. A introdução dessas mudanças caracteriza mudar comportamentos, ver a organização como um sistema vivo em transformação.


Dentre os comportamentos que impacta a tomada de decisão estão o processo de comunicação, trabalho em equipe e relacionamentos, estudos e metas, receptividade e otimismo, e delegação de poder.


As pessoas poderão mudar numa base individual, mas a mudança organizacional facilitará e fortalecerá essa base, se houver uma abordagem totalmente integrada que resulte em repensar como otimizar todo sistema. É o que as organizações ditas como “Empresas com Alma” fazem quando extrai o melhor de cada colaborador por entender que são as pessoas que geram os resultados necessários, são elas que conhecem o processo e fazem a entrega de valor para os clientes, não por acaso são pessoas. Esse trabalho em equipe envolve outras fornecedores, parceiros, ou seja, pessoas... logo, o processo de decisão parte da premissa que somos Seres Humanos em evolução, imperfeitos.


Estudos, analises são indispensáveis. Tenho certeza que isso você faz muito bem, não foi à toa que chegou a esta posição. Permita me pensar sobre outras perspectivas que influenciam na tomada de decisão...


Nossas vidas são reflexos de nossas escolhas conscientes e subconscientes. Quando não escolhemos, vivemos à revelia. É fundamental descobrir qual é a verdade que sustenta os nossos, pensamentos e comportamentos. Convencionou- se a liderança como um Super Herói. E isto implica em “desumanizar” o papel desta pessoa, o que muitas vezes leva a insegurança, cegueira, vaidade. Meu convite é pensar que quando escolhemos, descobrimos que nada é colocado em nosso caminho por acaso. Quando escolhemos seguir um certo rumo ou nos envolver com uma atividade, é porque essa escolha contém uma lição para nós. Quando ficamos mobilizados e nos recusamos a escolher (e isso traz uma consequência e responsabilidade), perdemos a oportunidade de desenvolver nossa intuição. Intuição é a sua sabedoria interna, que vem além do seu conhecimento técnico, infelizmente a muitos foi ensinado a não ouvir.


Se nos dispomos a fazer escolhas conscientes estamos mostrando nossa capacidade de encontrar novas formas de viver e de ser. Quando aquilo que fazemos (e a forma como fazemos) não atende mais ao objetivo, precisamos escolher algo diferente. Significa que tomamos consciência dos nossos padrões de comportamentos repetitivos e escolhemos muda lós. Escolhemos crescer. Quando escolhemos conscientemente o crescimento em lugar da paralisação e do medo, aprendemos a lição. Não tenha medo de Ser Humano: quando você escolher saber a verdade a seu respeito será capaz de lidar com as consequências de sua escolha de forma muito mais fácil do que imaginou. A pessoa que se dispõe a escolher conscientemente leva uma enorme vantagem, porque sempre que perceber que o foi escolhido não serve para o seu bem, tem a capacidade, o direito e o poder de fazer outra escolha. A sua humanidade desenvolverá ainda mais sua intuição, conecta pessoas atraídas pela sua integridade e menos fantasmas com a tal perfeição lhe visitará. Clareza, logo melhores decisões.


Acolher a vulnerabilidade é liderar com autenticidade, humilde para aprender e partilhar com seus liderados, explorando a melhor opção. Desde que esteja alinhada aos princípios organizacionais, a existência de um propósito, de um objetivo.


Líderes vulneráveis não são fracos, são humanos, e aproxima as pessoas por sua integridade. Pois, contra fatos não há argumentos. E quem não quer estar próximo e colaborar com “gente do bem”?


Escolha é a capacidade de reconhecermos alternativas e possíveis consequências, permitindo assim a seleção daquilo que for mais desejável, admirável e honrado. A melhor escolha acontece quando há compreensão da verdade, do melhor das consequências; isto se dá através da consciência individual e consequentemente sua expansão.


A verdade tem seus obstáculos e desafios, em especial na posição de liderança. Você precisa investigar e descobrir por si próprio a verdade. Quando tem coragem bastante para pôr em dúvida aquilo que aprendeu como verdadeiro, consegue aprender e desaprender com os acontecimentos. Ou seja, ser suscetível ao erro, isso não quer dizer ser irresponsável e sim correr riscos calculados.


“você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências”

Pablo Neruda



0 visualização

CONTATO

ENDEREÇO

Camaçari

CONTATE-NOS

(71) 98829-1638

© 2023 por NEOROSTO ltda. Orgulhosmente criado com Wix.com

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco